Antídotos num mundo em constante mudança

As frenéticas mudanças ocorridas atualmente no ambiente de negócios, atrelados ao aumento da complexidade nas relações entre os seus agentes, vem exigindo uma maior atenção ao exercício da estratégia e do planejamento financeiro nas empresas. Sejam elas grandes corporações, assim como pequenos comércios.

Este cenário macroeconômico em que vivemos, afetado por diversos fatores como: avanços da globalização, inovação tecnológica, proliferação de meios digitais de comunicação, mudança no comportamento de consumo, instabilidade política e econômica, surgimento de regulamentações e impostos setoriais, vem exigindo tomadas de decisões cada vez mais rápidas dos gestores e empresários e, ao mesmo tempo, assertivas e eficazes.

E não se trata somente de uma questão de obter alguma vantagem competitiva, market share ou retornos “acima” do mercado; mas sim de sobreviver diante das adversidades, manter-se coerente ao posicionamento de mercado e garantir a continuidade das operações.

Estratégia e Planejamento Financeiro

Desta forma, estratégia e planejamento financeiro, escopos muitas vezes intrínsecos de apenas algumas áreas “suportes” para a grande maioria das empresas de um modo geral; passaram a se tornar extremamente vitais para as respostas “instantâneas” que hoje o mercado exige para o cumprimento de sua missão ou razão de existir.

Portanto, nota-se que não existe espaço para descrédito (amadorismo) a estes temas tão contemporâneos de gestão. Assim, por um lado, mesmo nas pequenas empresas, há a necessidade de uma maior preparação, profissionalismo e interação dos empresários com ferramentas de planejamento, que os orientem minimamente na condução dos seus negócios no curto e longo prazo.

Por outro, em grandes corporações, a adoção cada vez maior de metodologias mais sofisticadas relacionadas à definição de diretrizes estratégicas e seus desdobramentos em metas mensuráveis alinhadas ao orçamento financeiro já é uma realidade, quase regra.

Por MSc Rafael Ramos, Consultor Financeiro.